Title image

links


links

links


links


dot Trabalhos dos alunos


28 abril 2009

250 anos de Oeiras

CELEBRAR OEIRAS

- Em 1759, a povoação de Oeiras foi elevada por D. José I à categoria de Vila e Concelho, muito em resultado da acção de Sebastião José de Carvalho e Melo, primeiro-ministro do Reino e Conde de Oeiras.

- Em 2009, comemoram-se os 250 anos do Concelho de Oeiras, data que, pela sua relevância histórica, importa comemorar condignamente, relembrando o passado mas, sobretudo, projectando o futuro.

Relembrando o passado como património e herança histórica, os alunos da Escola Conde de Oeiras, da turma B, do 6ºAno, integrados no projecto Escolas Verney, pintaram a acrílico, sobre tela, tendo como tema OEIRAS.


submetido por Lourdes em 21:37 | 1 comentários links para este post

26 abril 2009

Abril, sempre!


cavalgando nas asas do sonho
um fulgor de Abril
retenho
um mural de luz
componho

e o sonho
segue de perto
o sonho de mim
desperto

- fotografia e poema de Jorge Castro

submetido por Lourdes em 17:53 | 2 comentários links para este post

18 abril 2009

Arte e Astronomia



2009 - Ano Internacional da Astronomia














O tema terá alguma relação com Arte?

A fotografia em cima, à direita, tirada pelo telescópio Hubble recebeu o nome de Noite Estrelada assim chamada por lembrar aos astrónomos um quadro de Van Gogh com esse mesmo nome. É um halo de luz que envolve estrelas da Via Láctea.

Os artistas são pessoas, de uma forma geral, atentas ao meio que as envolve.

Querem ter a percepção mais profunda das coisas, saber sempre mais, ou até mesmo sonhar com o que observam, fazendo a sua interpretação criativa, imprimindo, numa tela ou em qualquer outro suporte, a sua visão do Mundo.
O mundo para Giotto,Vermeer, Vang Gogh, Gaudi, Miró e outros, não se limitava ao planeta Terra, o mundo era o Universo. Obeservavam o que lhes estava próximo, mas também o distante, tudo o que os envolvia. Nas suas obras deixaram o legado, como homens universais que eram, fazendo parte integrante do Cosmos ou Universo.



A «Adoração dos Reis Magos» - Este fresco está na Capela degli Scrovegni, também chamada Arena Chapel, em Pádua. Aqui, a Estrela de Belém é semelhante a um cometa porque Giotto assistiu à passagem do cometa Halley, em 1301, e certamente ficou influenciado por esse facto. Quando pintou a estrela que anuncia aos Reis Magos o nascimento de Cristo, na «Adoração dos Reis Magos», ela não é mais do que um cometa - como se pode ver no destaque em oval no céu do quadro.





Vermeer

A nova ciência também é abordada por Vermeer no quadro Astrónomo. Aqui a personagem vê um livro,
Exploração e observação de estrelas, que fala de Astronomia. Sobre a mesa existe um astrolábio.






Antoni Gaudí

Arquitecto e escultor

A natureza e o divino estão bem presentes nas suas obras. O Parque Guell é disso exemplo. O lance de escadas à entrada do parque dá acesso directo ao templo dórico ou mercado coberto, introduzindo-nos no espaço; olhando para o tecto «céu» vemos rosáceas em forma de estrelas. Será que também Gaudí nos quis mostrar o céu à sua maneira?


Extracto de carta de Vang Gogh a Theo

Esboço para Noite Estrelada 1888

«...junto envio um pequeno esboço de uma tela quadrada... - o céu pintado, de facto, à noite ...- o céu é azul esverdeado, a água azul imperial, o solo cor... Na extensão azul esverdeado do céu, a Ursa Maior cintila verde e cor-de-rosa... »





Miró

No início da Segunda Guerra Mundial voltou para Espanha e pintou a célebre Constelações, quadro que simboliza a evocação de todo o poder criativo dos elementos e do cosmos para enfrentar as forças anónimas da corrupção política e social, causadoras da miséria e da guerra.

submetido por Lourdes em 18:28 | 7 comentários links para este post

15 abril 2009

José Franco - Mafra


O artista morreu, mas a obra fica... Haja quem colha o testemunho.



«O artista do barro e da vida», assim o nomeou o escritor brasileiro Jorge Amado.



Foi oleiro e ceramista.


Para saberes mais vai :










Ao lado da sua oficina nasceu um sonho seu, a aldeia de José Franco, no Sobreiro, que não é mais que um presépio português que retrata o quotidiano da região saloia, no início do século XX






Se fores até Mafra vai até à aldeia de José Franco e tenta compreender quanto amor à terra é preciso alguém ter para construir, do nada e com as suas próprias mãos, uma obra assim.

submetido por Lourdes em 18:30 | 3 comentários links para este post

12 abril 2009

Páscoa no Mundo

No mundo, a Páscoa tem várias línguas, vários significados e origens, por conseguinte é festejada de várias formas.


Alemão - Ostern
Árabe – عيد الفصح (ʿĪdu l-Fiṣḥ)

Basco - Bazko
Catalão - Pasqua
Búlgaro Пасха (Paskha)

Espanhol - Pascua
Esperanto - Pasko Finlandês - Pääsiäinen
Francês - Pâques Friulano - Pasche

Georgiano - აღდგომა (Aghdgoma)

Grego - Πάσχα (Páscha) Inglês - Easter Irlandês - Cáisg

Islandês - Paska Iitaliano - Pasqua Latim - Pascha ou Festa Paschalia
Neerlandês - Pasen Norueguês - Påske Polonês - Wielkanoc

Português - Páscoa Romeno - Paşti Russo - Пасха (Paskha)

Sueco - Påsk Turco - Paskalya

Na China

O "Ching-Ming" é uma festividade que ocorre na mesma época da Páscoa. Nela são visitados os túmulos dos ancestrais e feitas oferendas, em forma de refeições e doces, para os deixar satisfeitos com os seus descendentes.

Na Europa
As origens da Páscoa remontam a bem longe, aos antigos rituais pagãos do início da Primavera (que no Hemisfério Norte se inicia em Março). Nalguns destes lugares, as tradições de Páscoa incluem a decoração de ovos cozidos e as brincadeiras com os ovos de Páscoa que se fazem rolar pelas ladeiras abaixo, sendo vencedor aquele ovo que rolar mais longe, sem quebrar.

Nos países da Europa Oriental, como Ucrânia, Estônia, Lituânia e Rússia

A tradição mais forte é a decoração de ovos, com os quais serão presenteados amigos e parentes. A tradição diz que, se as crianças forem bem comportadas na noite anterior ao domingo de Páscoa e deixarem um boné de tecido num lugar escondido, o coelho deixará doces e ovos coloridos nesses "ninhos".

Nos Estados Unidos

A brincadeira mais tradicional ainda é a "caça ao ovo", onde ovos de chocolate são escondidos pelo quintal ou pela casa para serem descobertos pelas crianças na manhã de Páscoa. Em algumas cidades a "caça ao ovo" é um evento comunitario, realizado em praça pública, onde se escondem os ovos para que todos os procurem.

No Brasil e América Latina

O mais comum é as crianças montarem seus próprios ninhos de Páscoa, sejam de vime, madeira ou papelão, e enchê-los de palha ou papel picado. Os ninhos são deixados para o coelhinho colocar doces e ovinhos na madrugada de Páscoa. A "caça ao ovo" ou "caça ao cestinho" também é uma festa.

Em Portugal

É nesta altura em que se limpam muito bem as casas, se pintam ou caiam, em preparação para receber o Compasso (a Visita Pascal), que é uma ida do padre a cada casa para abençoar aquele lar e os que lá vivem.

Tudo isto ligado à Igreja Católica, à Ressurreição de Cristo e à celebração da Vida, mas onde se adivinham, também, os festejos pela chegada da Primavera.

Para além de todas as celebrações e significados da Páscoa, em Portugal é também uma festa especial dos padrinhos (e madrinhas).

Tradicionalmente, para além das amêndoas (porque parecem ovos pequeninos) e dos ovos (símbolo da vida), existe o pão-de-ló e os folares que se oferecem às crianças (especialmente pelos padrinhos).
Estes doces também estão em cada casa para receber o Compasso. É um sinal de hospitalidade para o padre e os seus acompanhantes (que, para não ficarem embuchados, têm também à disposição um copinho de licor ou um cálice de vinho do Porto).

Na Escola

Toda a comunidade se juntou para celebrar a arte da partilha de saberes que terá de renascer todos os dias...



























Em minha casa

Houve partilha de tradições de diferentes nacionalidades: os ovos tradicionais da Bulgária, trazidos pela Lena, marcaram mais uma vez a sua presença.














Num mundo de vidas onde as pessoas cruzam os seus afectos, nós, as plantas e os animais renascemos em cada Primavera...

submetido por Lourdes em 15:54 | 3 comentários links para este post

08 abril 2009

Ano Internacional da Astronomia


A Terra é o local onde habitamos, ela e nós fazemos parte do Universo, que é muito grande...

Este é o ano em que se comemoramos os 400 anos das descobertas de Galileu...

No início do século XVII surgiram os primeiros telescópios na Holanda. Galilleu Galilei desenvolveu o seu próprio telescópio astronómico. Foi o primeiro a observar manchas solares, os quatro principais satélites de Júpiter e as fases de Vénus.

As suas primeiras descobertas foram publicadas no “Sidereus Nuncius” (1610), manuscrito que causou sensação pela Europa inteira e, entre 1619 e 1624, baseado no princípio do telescópio, começou a produzir microscópios ou "occhialini",como os designou.


Pedro Russo, em 2008, foi nomeado coordenador global do Ano Internacional de Astronomia 2009. Está ligado ao Centro Multimeios de Espinho e ao Instituto Max Planck, em Munique, para a Investigação no Sistema Solar.
O Ano Internacional da Astronomia é uma iniciativa que está ser promovida a nível mundial pela União Astronómica Internacional, com o apoio da UNESCO, e será uma celebração global da astronomia e da sua contribuição para a sociedade e para a cultura, estimulando o interesse, a nível mundial, não só da Astronomia, mas da ciência em geral, com particular incidência nos jovens.







Através da minha janela eu vi e fotografei:


Em Dezembro a Lua, Vénus e Júpiter






À direita, os três planetas, observados com teleobjectiva mais potente, o que está mais perto da Lua é Vénus e o que está um pouco mais afastado é Júpiter







À esquerda, a Lua em Março de 2009






O Sol em Abril de 2009


Ao longo dos tempos, artistas de várias áreas como a pintura, a escultura, a música e a literatura olharam o céu, inspiraram-se e a obra aconteceu

Vamos continuar o nosso trabalho tendo como

tema o «Ano Internacional da Astronomia»
Descobre os céus do Giotto, Miró, Van Gogh, os astrónomos de Vermeer...





- O Universo -

Uns dizem que é aberto
outros que é fechado
outros ainda que é plano

cada um consoante o seu desejo

Para mim o universo
tem a forma de um beijo

Poema de Jorge Sousa Braga, do livro «Pó de Estrelas»

submetido por Lourdes em 19:26 | 4 comentários links para este post