Title image

links


links

links


links


dot Trabalhos dos alunos


25 novembro 2011

A Perspectiva das Coisas

A Natureza-Morta na Europa -  séculos XIX-XX (1840-1955)

Exposição patente ao público no Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa, até ao dia 8 de Janeiro de 2012.

As transformações sociais e culturais resultantes da Revolução Industrial assim como o surgimento da fotografia, vieram libertar a pintura da necessidade da representação realista.
Esta exposição teve como ponto de partida as transformações que a natureza-morta sofreu aos olhos dos artistas da modernidade.
Percepcionando o que os rodeava, pensando e interpretando o pensamento, dando noção de profundidade e as suas perspectivas das coisas,  tal é o que poderemos apreciar nas obras dos pintores: Monet, Renoir, Gauguin, Picasso, Dali, Matisse ...
.                
Cézanne                                                                                             Magritte

 


                   










Van Gogh


           

   Manet


           Pierre Bonnard                                                                                     





Juan Gris









Georges Braque



                                                                              

  Maria Helena Vieira da Silva


Henri Matisse











Para saber mais consultar o sítio http://www.museu.gulbenkian.pt/

Mas o melhor é mesmo ir até lá e observar as obras

Etiquetas:

submetido por Lourdes em 15:42 | 3 comentários links para este post

07 novembro 2011

Oeiras à beira mar...

Tema aglutinador do Plano Anual de Actividades " O Mar "




Alguns projectos de trabalhados com as turmas B e H do 6º Ano da Escola Conde de Oeiras





submetido por Lourdes em 18:53 | 5 comentários links para este post

01 novembro 2011

ViK Muniz

A propósito de VIK
Olha à tua volta: há um mundo de coisas às quais não damos a menor importância. Poeira? Já alguma vez consideraste a poeira como algo possível de ter outro significado? E o lixo pode ser mais do que simples lixo?  

Vik Muniz, um artista brasileiro, foi capaz de olhar para as coisas do quotidiano e com elas recriar formas de apresentar e perceber o mundo.











Na sua obra usa materiais inusitados para a arte,como calda de chocolate, pasta de amendoim
doce de fruta, é o caso do quadro que está aqui à direita

















Neste são usados diamantes

 

ou soldadinhos de plástico com duplo sentido...







 ou o papel de revistas,

desperdícios que estão a saturar  o mundo
 




 Há quem, por não ter alternativa, viva do lixo
 
Entra nesta aventura: ousa e reinventa o que o teu olhar vê. Exposição temporária no Centro Cultural de Belém- Lisboa -30 de Dezembro de 2011- 

Etiquetas:

submetido por Lourdes em 23:58 | 5 comentários links para este post