Title image

links


links

links


links


dot Trabalhos dos alunos


26 abril 2007

O 25 de Abril na perspectiva de novos artistas plásticos

"BOM POVO DAS CALDAS DA RAINHA 2"

- assim se denomina a exposição de cartazes

alusivos ao 25 de Abril, patente na Galeria Zé dos Bois

(Bairro Alto - Rua da Barroca - Lisboa).

"Tudo quanto aumenta a liberdade, aumenta a responsabilidade"

- Victor Hugo



"Como traduzir, hoje, a lembrança colectiva do 25 de Abril de 1974 para os que viveram essa época, tanto como o significado desta para as gerações seguintes".
Foi esta a questão proposta na disciplina de Projecto I aos alunos do 4º ano dos Cursos de Design Tecnologias Gráfico e Tecnologias Multimédia da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (2006-2007)

Foram avançadas propostas para reflectir sobre a importância deste dia hoje confrontando-o com a realidade e a utopia dos cartazes originais de 1974.





Estes dois
cartazes

são da autoria de


Alexandre Calmeiro e Castro

submetido por Lourdes em 22:15 | 6 comentários links para este post

23 abril 2007

25 de Abril de 1974 - a Arte livre...

Com o 25 de Abril de 1974 a cor começa por impor-se com
o vermelho dos cravos.

A criatividade encheu as ruas do nosso quotidiano; a expressão livre dos artistas anima a vida cultural portuguesa.

Painéis de rua, em Alcântara

Em Maio desse mesmo ano, a Sociedade Nacional de Belas Artes organiza reuniões com artistas e surge um grupo o “Movimento Democrático de Artistas Plásticos” que envia para o Ministério de Educação propostas de uma nova política cultural.

A arte deixou de ser um acto solitário, isolado, para se tornar uma criação de muitos para muitos. A democratização da cultura estava na “ordem do dia”, ( anteriormente só alguns -muito poucos- tinham acesso à cultura).


Nesse ano, 48 artistas plásticos que faziam parte do Movimento Democrático de Artistas Plásticos pintaram um painel colectivo na Galeria de Belém. A entrada era livre, podendo qualquer um assistir ao desenvolvimento do trabalho.

Acima, fragmentos desse painel.

Nome de alguns artistas envolvidos: Júlio Pomar, Querubim Lapa, João Abel Manta, Helena Almeida, Eduardo Nery, João Vieira... Alguns até foram meus professores.

Um rapaz, com quase a vossa idade, fez este cartaz. O seu nome Dionísio (13 anos), aluno do Liceu Nacional de Leiria






Cartazes de Vieira da Silva e Júlio Pomar

anunciando o 25 de Abril



Exposição de Arte Moderna. Até então a Arte Moderna era rejeitada e menosprezada.


A Fundação Calouse de Gulbenkan e a Secretaria de Estado da Cultura apoiaram esta iniciativa dos “Pioneiros de Arte Moderna em Portugal”.


A expressão artística, agora com liberdade criativa, manifestou-se de várias formas:

Auto-colantes, selos de correio, capas de livros, capas de discos, cartoons, banda desenhada...

Através das imagens deste pequeno artigo viste um pouco do 25 de Abril e a sua influência na vida de todos nós.

O mundo que te rodeia é, hoje, completamente diferente daquele que me rodeava quando tinha a tua idade. Os limites da criatividade alargaram como no céu um arco-íris...

Eu era uma estudante adolescente quando aconteceu a Revolução do 25 de Abril de 1974.

Nesse dia, pela primeira vez, pude sentir e gritar plenamente a LIBERDADE, esse bem tão precioso que faz de nós cidadãos de corpo inteiro.

submetido por Lourdes em 16:22 | 3 comentários links para este post

19 abril 2007

Dia Internacional de Monumentos e Sítios

Antecipámos o dia 18 e fomos visitar os monumentos e sítios no dia 16 de Abril de 2007

A Turma J do 5º Ano, acompanhada pelas professoras Fátima Costa e Lourdes Calmeiro, foi visitar o centro histórico de Oeiras.

A visita foi guiada por duas senhoras ligadas ao pelouro da cultura da Câmara Municipal de Oeiras e teve início no Largo 5 de Outubro, local central e historicamente relevante de onde irradia toda a vila de Oeiras.

Depois fomos a um sítio onde estavam a fazer escavações. Aí foi encontrado um mosaico romano com cerca de 2000 anos; havia uma velha casa do século XVII, que foi construída por cima. Através das escavações realizadas, estão a encontrar-se também vestígios pré-históricos.


Fomos visitar a Igreja de Nossa Senhora da Purificação. Apreciámos o exterior e, no interior, soubemos um pouco da sua história. O arquitecto responsável pela obra foi João Antunes; soubemos que a igreja foi construída com donativos vários. A pessoa que deu mais dinheiro para a obra foi António Rebelo de Andrade.

Apreciámos, ainda, a recuperação do Palácio do Egipto que é das construções mais antigas do centro histórico. Fomos, também, visitar a capela de Nossa Senhora da Conceição, onde nos foi contada, também, um pouco da sua história.


Passeámos a pé pelas ruas estreitas; uma delas tem o nome de Alcássimas, que nos prova que os árabes também andaram por aqui. Chamaram-nos a atenção para os arcos que estão junto ao Palácio do Marquês: esse arco servia para separar o espaço privado do espaço público.

Terminámos a nossa visita nos jardins do Palácio do Marquês, Conde de Oeiras. Os jardins foram construídos no século XVIII e são do estilo francês. Os terrenos da Quinta do Marquês iam até à nossa escola, daí a origem do seu nome.

- Texto elaborado com base em apontamentos colhidos no local pelas alunas Beatriz Pinto e Raquel Laureano, da Turma J, do 5º Ano

submetido por Lourdes em 21:28 | 12 comentários links para este post

12 abril 2007

A Natureza veste-se de cores...

O desabrochar do lírio



As flores começam a despontar por toda a parte.

Observa uma flor no seu desabrochar



As árvores também têm flor. De que árvore é esta flor? Qual o fruto que daqui vai sair?

A Turma A do 5ºAno da Escola Conde de Oeiras está a observar flores e já desenharam estas

Sabes o nome de alguma?



São flores campestres ou de jardim?


Diz-me o nome de algumas flores do campo que já tenhas visto.


Desenha uma flor de um jardim

e leva assim um pouquinho de Primavera para casa.

submetido por Lourdes em 18:10 | 3 comentários links para este post

08 abril 2007

Cruzamento de culturas...

Páscoa Feliz

O ovo é simbolo de vida

Estes ovos foram-me oferecidos pela "Lena", uma amiga búlgara,
que os pintou com a ajuda das netas, seguindo costumes tradicionais.
Uma das netas é vossa colega de escola e é aluna da Turma H do 6ºano.

Sabem de quem estou a falar?

submetido por Lourdes em 18:18 | 2 comentários links para este post

04 abril 2007

“Entre a Palavra e a Imagem”

É uma exposição que podes ver até ao dia 29 deAbril, no Museu da Cidade, em Lisboa.


Jardim no interior do museu

Artistas portugueses, brasileiros e espanhóis mostram-nos as suas experiências apresentando obras que têm como expressão a comunicação entre os seres humanos através da escrita e da imagem.



Todos os dias estamos rodeados dessas formas de expressão em que a escrita e a imagem por vezes se confundem.

A palavra desde sempre esteve presente na arte. Desde a escrita críptica da pré-história, aos códices medievais; desde as palavras soltas dos cubistas, às marcas publicitárias da pop-arte.
***
No ano lectivo 2005/2006 os alunos do 5ºE, 5ºI e 5 ºL da Escola Conde de Oeiras,
também fizeram experiências "Entre a Imagem e a Palavra"
- a que chamamos "Poesia Visual"



Feliz Páscoa!

submetido por Lourdes em 15:38 | 4 comentários links para este post